+351 252 218 219 info@setup.technology

Por Pedro Silva, Setup Technology – Responsável de área de desenvolvimento 

Muitas empresas pretendem fazer aplicações. Dado que fazer uma app móvel ainda acarreta algum investimento, existem algumas perguntas que pode fazer a si mesmo, antes de decidir avançar para a mesma.

Esta app móvel vai acrescentar valor ao meu negócio?

Esta é a pergunta mais óbvia, mas que muitas vezes não é perguntada e respondida devidamente. Esta pergunta tem a ver com os objetivos que a empresa pretende atingir, e de que forma o vai fazer.

Existem objetivos mais facilmente mensuráveis, como por exemplo quando a app ajuda a melhorar processos e reduzir custos. Existem situações, no entanto, em que o retorno é mais difícil de medir, o que faz com que a decisão seja ainda mais complicada.

Saber de que forma a app vai contribuir para o seu negócio é fundamental, para perceber o custo/benefício de a realizar.

 

Quais são os sistemas operativos que vão ser usados?

Outra pergunta que se deve fazer é quais os sistemas operativos que irão ser usados no desenvolvimento da aplicação móvel, para perceber como as aplicações serão desenvolvidas.

“A maior parte dos nossos clientes prefere Android e iOS, porque lhe permite cobrir uma importante parcela do mercado” – Pedro Silva, Setup Tech.

Atualmente, Android e iOS são os sistemas operativos mais importantes que existem, com uma quota de mercado mundial acima dos 90%. A escolha do sistema operativo dependerá de fatores estratégicos, bem como dos dispositivos que os clientes usam.

 

Quais os elementos que devem constar da app?

Uma vez que a aplicação servirá para responder a uma ou várias necessidades, perceber quais as funcionalidades que esta deve ter é fundamental para que esta corresponda, da melhor forma, ao que se pretende.

A lista do que se pretende deverá ser clara; desta forma irá poupar tempo à empresa de desenvolvimento – o que representa custos inferiores para si.

Além disso, conseguirá perceber o tipo de app que realmente precisa, evitando um cliché: optar por uma solução pré-feita, que depois não serve os propósitos que pretende, e fica com um material obsoleto.

 

Qual o orçamento que tenho para a app

Muitas vezes, o facto de um produto ser mais ou menos dispendioso, não depende propriamente do seu custo, mas sim o que consegue fazer com o mesmo, e o retorno que este traz.

O retorno vai depender da ideia, do planeamento, do propósito da aplicação móvel, e do marketing que é feito da mesma.

Saber o orçamento e até onde está disposto a ir é fundamental. Mas também é importante perceber que aplicações feitas à medida dão bastante trabalho para se desenvolver.

 

Agora que já sabe alguns dos parâmetros a ter em conta antes de avançar para o desenvolvimento de uma app móvel, estará mais preparado (a) para obter o produto que realmente necessita.

 

Tem questões adicionais? Fale connosco!